Trombose Venosa: Entenda os Principais Sintomas e Saiba como se Prevenir.

Classificamos a formação de um coágulo sanguíneo em uma ou mais veias do corpo, como trombose. Quando este coágulo ocorre, causa um bloqueio no fluxo de sangue, causando inchaço e dor na região. Em alguns casos mais graves, este coágulo se movimenta na corrente sanguínea causando a embolia, que pode se deslocar e parar nos pulmões, levando à embolia pulmonar, quadro extremamente grave e potencialmente fatal.

Tipos e Formas de Trombose

Podemos classificar as tromboses entre agudas e crônicas:

Nas tromboses venosas agudas, a formação do coágulo é recente, gerando sintomas mais agudos e tendo um potencial maior de emboliação desse trombo. 

Quando esse trombo cronifica, ele pode gerar sequelas cicatriciais na veia acometida, destruindo as estruturas das válvulas e prejudicando assim o retorno do sangue. Os sintomas, nesses casos, ocorrem de maneira progressiva, como inchaço, ressecamento de pele, escurecimento de pele e inclusive abertura de feridas (úlceras) de difícil cicatrização.

Principais Causas e Sintomas

As principais causas e fatores de risco para trombose são:

  • Uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal;
    tabagismo;
  • Ficar sentado ou deitado muito tempo;
  • Hereditariedade;
  • Gravidez;
  • Presença de varizes;
  • Idade avançada;
  • Pacientes com insuficiência
  • Cardíaca;
  • Tumores malignos;
  • Obesidade;
  • Distúrbios de Hipercoagulabilidade hereditários ou adquiridos;
  • História prévia de trombose venosa.
  • Cirurgias

Em até 30% dos casos a trombose pode ser assintomática. Quando ocorrem sintomas, podem ser:

  • Inchaço em uma das pernas, que vai aumentando ao longo do tempo;
  • Dor repentina em uma das pernas que fica mais intensa ao longo do tempo;
  • Vermelhidão na perna afetada;
  • Sensação de calor ao tocar na perna inchada;
  • Veias mais visíveis na pele devido à maior dilatação;
  • Dor ao tocar na perna
  • Pele da região afetada mais dura que o normal.

Diagnosticando a Trombose

Apos a análise clínica da situação junto ao médico, é essencial a realização do exame de ecodoppler venoso de membros inferiores para o correto diagnóstico da doença.

Em alguns casos, podem ser solicitados outros exames, como angiotomografia ou angiorressonancia para o diagnóstico do trombo. Uma vez diagnosticada a trombose, parte-se para uma investigação clínica da causa da doença. 

Podem ser solicitados exames como:

  • Ultrassonografia de abdomen
  • RX de tórax
  • Exames de sangue

Como Tratar e Prevenir a Trombose

Caso seja diagnosticada a trombose e identificada suas características, deve ser iniciado imediatamente o tratamento que visa impedir o crescimento do coágulo e que ele avance para outras regiões do corpo, evitando complicações e reincidência. Dependendo do caso podem ser utilizados:

  • Anticoagulantes;
  • Inserção de filtros na maior veia do abdômen para impedir que os coágulos sanguíneos se desloquem para os pulmões;
  • Meias de compressão para melhorar o edema causado pela trombose.

Além disso, existem algumas práticas e bons hábitos que podem ser adicionados em seu dia a dia para diminuir a chance de se ter uma trombose venosa. São eles:

  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Evitar o tabagismo;
  • Manter uma dieta equilibrada;
  • Beber bastante Água.
  • Evitar o aumento do peso corporal.
  • Usar meias elásticas no caso de insuficiência venosa, sempre com orientação médica;
  • Movimentar-se ao máximo no dia-a-dia.

Em todos os casos é necessário uma análise individual do caso, bem como a solicitação de exames que nos direcionam para o melhor tratamento.

Caso suspeite de algum sintoma entre em contato conosco e agende uma consulta através dos telefones (41) 3408.3353 ou (41) 99184.3353

Cirurgia Vascular e Endovascular

CRM-PR 27750 / RQE 20866

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.