Entre em contato e veja o melhor horário
(41) 3408-3353 | (41) 99184-3353
BLOG

Notícias Clinica Fiore

a insônia e o envelhecimento

A insônia e o envelhecimento

O sono é um estado de diminuição da consciência, redução dos movimentos musculares e do metabolismo. Tem função restauradora essencial para o corpo e importante papel na consolidação da memória. A insônia é uma queixa frequente em idosos e pode trazer piora da qualidade de vida e malefícios à saúde como perda de memória, prejuízo na atenção, risco de acidentes, alterações no humor e comprometimento do sistema imunológico.

Conforme envelhecemos, ocorrem mudanças no padrão de sono. O idoso leva mais tempo para iniciar o sono e seu despertar é mais precoce em relação a um adulto jovem, com redução no tempo total, que pode ser de 5 a 7 horas. Este passa a ser mais superficial, mais fragmentado (mais despertares à noite) e existe uma dificuldade maior em voltar a dormir. Há também uma redistribuição do sono ao longo do dia, com uma maior tendência a cochilos diurnos. Sendo assim, nem toda alteração de sono no idoso é considerada insônia ou precisa ser medicada.

Consideramos insônia quando há dificuldade em iniciar o sono ou mantê-lo durante toda a noite, associada a um sono não reparador, com prejuízo na capacidade de ficar alerta e no desempenho físico e mental durante o dia, trazendo impacto na qualidade de vida. Estas alterações devem ocorrer mais de 3 vezes na semana e ter duração superior a 6 meses.

Para realizar o diagnóstico é necessário passar por avaliação médica pois algumas doenças podem ser responsáveis pelas alterações no sono como por exemplo doenças do pulmão e coração, apneia obstrutiva do sono, doença do refluxo, doenças urológicas (aumento da frequência urinária à noite), demências, depressão, distúrbios hormonais, entre outras.

Inúmeras medicações/substâncias também podem prejudicar o sono como alguns anti-hipertensivos (betabloqueadores), corticoides, descongestionantes nasais, remédios para Parkinson, protetores gástricos (ranitidina/cimetidina), álcool, nicotina, estimulantes do sistema nervoso central (cafeína, cocaína, anfetaminas).

Se você é idoso e apresenta dificuldade para dormir, procure um Geriatra. Nunca se auto-medique ou use medicações para dormir de outras pessoas, pois pode ser muito perigoso.

No próximo post falaremos sobre o tratamento da insônia.

Tags:

Clínica Fiore

Author

view all posts

Deixe uma resposta